INTELIGÊNCIA EMOCIONAL I Como lidar com as pessoas, através da inteligência emocional e interpessoal?

11/08/2020

Você já deve ter percebido na prática como as vezes precisamos saber abordar uma pessoa de forma diferente do que estamos acostumados, para conseguir ter um bom relacionamento, de forma harmônica e saudável.

As pessoas são diferentes e quando aprendemos a lidar com essas diferenças, tudo fica mais fácil e acontece de maneira mais fluida.

Aprender a lidar com as pessoas e se comunicar assertivamente é uma arte que deve fazer parte de todos os ambientes que estamos inseridos: família, escola, sociedade e trabalho.

A falta de habilidade nessa área, compromete as relações humanas em todos esses contextos.

Somos um ser social e nossas experiências comprovam a cada dia que não existe uma fórmula certa para lidar com as pessoas e sim, se faz necessário um olhar e uma escuta ativa para cada pessoa.

Como para tudo existe uma Tecnica, na arte de lidar com pessoas de forma assertiva, podemos também extrair o melhor, com base nas preferências individuais e assim termos uma abordagem que seja mais agradável à cada pessoa.

Percebemos isso em todos os ambientes: Eu, por exemplo, tenho 3 filhos, amados e desejados: 2 meninas, mulheres de 20 anos e 1 jovem, adolescente de 13 anos. Todos criados com base nos mesmos valores que temos em casa; estudando no mesmo Colégio; e com perfis psicológicos e comportamentais completamente diferentes.

A arte de lidar com as pessoas requer cuidado para não julgarmos qual o melhor perfil e sim, entendermos as diferenças e como tratar cada uma delas para extrair o melhor de cada um, para que aprendam a explorar e trabalhar com suas emoções, independente do caminho e da escolha que fizerem na vida, considerando que estudos têm mostrado que o conhecimento responde por 15% do sucesso das pessoas e 85% é fruto da atitude que as pessoas tem em relação ao que aprendeu.

A inteligência emocional e interpessoal contribui muito nesse aspecto, principalmente por favorecer a empatia entre as pessoas, reconhecendo sentimentos e emoções envolvidas.

Para ficar mais fácil, vamos fazer uma reflexão sobre as nossas preferências e quais as atitudes que temos no cotidiano que vai contribuir para as nossas relações interpessoais serem mais assertivas e como dar manutenção a elas, quando nos conhecemos melhor.

Olhando para você, caso se identifique com esses comportamentos e atitudes que vamos falar, entenderá porque tem dificuldade de ter afinidade com algumas pessoas em determinadas situações, ou até se esses comportamentos não fazem parte do seu cotidiano, saberá porque é tão difícil lidar com pessoas que tenham essas características:

“Não costumo tomar partido de nenhuma pessoa numa situação de conflito."

“ Prefiro analisar o fato é não as pessoas envolvidas. ”"

“ Prefiro que as pessoas sejam diretas e objetivas comigo.”

“ Tenho necessidade de analisar fatos e ideias com base em informações consistentes para tomar decisões. “

Quanto desses comportamentos representam você?

Caso se identifique com eles, mostra que se identifica mais com pessoas que demonstrem ter conhecimento, que transmitam competência na sua fala e ações, que tenha um discurso baseado em fatos e evidências e apresentem suas ideias de forma organizada.

Para lidar com pessoas que tenham essas preferências, precisamos estar bem preparados e saber do assunto, considerando todos os detalhes; entregar por escrito para que a pessoa possa analisar o que foi abordado; não tratar com irreverência assuntos que para ele são sérios e importantes, evitando piadinhas, brincadeiras e desvio de foco. Uma dica muito importante é avisa-lo com antecedência das coisas, para que possa se planejar e mudar a sua rotina.

Algumas pessoas tem um perfil tranquilo, amável, calmo e sereno e quais as abordagens poderão contribuir para uma comunicação eficaz e assertiva, com esse tipo psicológico?

Observe se consegue se reconhecer nessa reflexão:

“ Gosto de ambientes tranquilos e harmônicos “

“Tenho dificuldade de me relacionar com pessoas mandonas”

"Prefiro a sutileza e o carinho expressados nos relacionamentos” Ambientes e pessoas muito contundentes ou agressivas interferem no meu controle emocional. “

Cado tenha se identificado com esse perfil, certamente saberá o quanto é sincero e caloroso nas suas relações e como se importa em construir relações profundas e duradouras; se reconhece também como um bom ouvinte; age com sinceridade e de forma calorosa e é persistente para alcançar seus objetivos.

Quando me relaciono com pessoas que tenham essas características, é importante ter um discurso apoiador, respeitar o seu tempo de resposta e evitar pressões para tomar decisões muito rapidamente. Uma dica importante é não querer levar vantagem de sua natureza gentil.

Um outro tipo psicológico reúne pessoas alegres, animadas e expressivas, vamos ver se se reconhece com alguma perguntas para refletir:

“Sou alegre e funciono melhor num ambiente descontraído”Adoro deixar tudo mais leve, com brincadeiras e bom humor”Construo melhor as minhas ideias num ambiente descontraído e com a opinião de outras pessoas”.Gosto de me relacionar com pessoas animadas e entusiasmadas.

As pessoas que normalmente funcionam melhor assim, constroem rapidamente relacionamentos, como se fossem antigos e íntimos; são amigáveis e sociáveis; imaginativas e ótimas apresentadoras.

Costumam perder o interesse nas coisas, quando os desafios vai desaparecendo ou quando precisam trabalhar sozinhas. Adoram o calor humano e a informalidade nas relações e por esse motivo não são tão habilidosas quando o assunto é controlar despesas e fazer planejamento.

Para se relacionar bem com pessoas que tenham esse perfil, você precisa estimular, ser sociável, aberto e flexível, evitando rotinas muito estressantes.

Um outro tipo psicológico reúne alguma dessas características, veja se você se reconhece:

“Adoro liderar e motivar pessoas”;

“Sempre olho se o resultado fólio bom e não aceito ineficiência”;

“Enfrento as situações com determinação e foco”.

Impulsionar as pessoas para atingir resultados com ordem e método me traz muita satisfação.”

Talvez se reconheça nessas atitudes ou lembre de alguém do seu convívio pessoal.

Lidar com pessoas desse perfil requer segurança, objetividade, foco em resultados e evitar obter o controle

Quanto mais conseguir se perceber em vários tipos que falamos aqui, indica que transita com mais facilidade nas diferenças.

É importante considerar que a diversidade é muito rica, em todos os ambientes sociais que fazemos parte. A família é um deles! O que se faz necessário é aprender a lidar com as diferenças e reconhecer o valor de cada um num processo construtivo.

Ser diferente e aprender a extrair o melhor de cada um, pode ser uma estratégia muito eficaz para atingir os resultados que desejamos.

E é por isso que a inteligência emocional e interpessoal é uma habilidade de vida, para termos sucesso na vida pessoal e profissional.